Melhores práticas: Dados Na Web – #3 Forneça metadados com parâmetros de localidade

Exemplo de imagem de localização

Continuando a série de posts (que iniciou com as BP1 e BP2) sobre o documento do grupo do W3C, o WG DWBP, vou comentar traduzindo a terceira melhor prática.

BP3: Forneça metadados com parâmetros de localidade

Forneça metadados com parâmetros de localidade, ou seja, que descrevem data, hora e formatos de número, bem como linguagem em que os dados estão publicados.

Fornecer parâmetros de localidade ajuda humanos e aplicações de computador a funcionarem com precisão na hora de interpretar dados que identificam datas, moedas e números que podem parecer semelhantes, mas têm significados diferentes em diferentes localidades. Por exemplo, o ‘date’ 4/7 pode ser lido como 07 de abril ou 04 de julho, dependendo de onde os dados foram criados. Da mesma forma € 2.000 é ou dois mil euros ou uma representação de dois Euros com zeros em excesso. Tornando o local e linguagem explícita você dá a chance dos usuários descobrirem quais são os dados e a que se referem, interpretando-os de acordo com normas locais. Isso também tem o mesmo efeito sobre os serviços de tradução automática.

Ao lado, um exemplo de imagem de aplicativo que utiliza metadados de parâmetros de localidade para identificar funções para o usuário. Retirado de: https://flic.kr/p/68xJNx

Resultado esperado

Os seres humanos e os agentes de software vão poder interpretar o datasets que contem datas, horas, moedas,  números etc, com precisão. 

Possível Implementação

Alguns exemplos de parâmetros de localidade são:

O(s) idioma(s) do conjunto de dados;

Os formatos utilizados para valores numéricos, datas e hora. A versão legível por máquina dos metadados pode ser fornecida de acordo com o vocabulário recomendado pelo W3C para descrever conjuntos de dados, ou seja, o catálogo para vocabulários de dados, ou VOCAB-DCAT.

Veja o exemplo abaixo que traz metadados de localidade:

O dataset abaixo traz dados das paradas de ônibus (stops-2015-05-05) com a inclusão de metadados de parâmetros de localidade. A propriedade dct:language é utilizada para declarar as linguagens nas quais um dataset está publicado. Se o dataset está disponível em múltiplas linguagens, use múltiplos valores para esta propriedade. A propriedade dct:conformsTo é utilizada para especificar o padrão adotado para formato de data e hora.


:stops-2015-05-05
      a dcat:Dataset ;
      dct:title "Bus stops of MyCity" ;
      dcat:keyword "transport","mobility","bus" ;
      dct:issued "2015-05-05"^^xsd:date ;
      dcat:contactPoint <http://data.mycity.example.com/transport/contact> ;
      dct:temporal <http://reference.data.gov.uk/id/year/2015> ;
      dct:spatial <http://www.geonames.org/3399415> ;
      dct:publisher :transport-agency-mycity ;
      dct:accrualPeriodicity <http://purl.org/linked-data/sdmx/2009/code#freq-A> ;
      dcat:theme :mobility ;
      dcat:distribution :stops-2015-05-05.csv ;
      dct:language <http://id.loc.gov/vocabulary/iso639-1/en> ;
      dct:language <http://id.loc.gov/vocabulary/iso639-1/pt> ;
      dct:conformsTo <http://www.iso.org/iso/home/standards/iso8601.htm> ; 
.

Aqui você confere um exemplo com esse tipo de metadados em formato legível por humanos.

Antes de publicar seus dados, tenha a certeza de que os metadados incluem informação sobre os parâmetros de localidade em formato que seja legível por humanos. Além disso, cheque também se o dataset tem informação sobre localidade em formato legível por máquinas. Isso é importante para permitir a integração de produtos que utilizam estes dados em múltiplas plataformas (aplicativos, sites web, redes sociais), facilitando na entrega de dados ao usuário consumidor.

fonte

Etiquetas: Best Practices, Web Semântica, W3C